ATENÇÃO!!! ESTAMOS DE CARA NOVA! SOLICITE UM RESET DE SUA SENHA E CRIE NOVAMENTE SEU ANÚNCIO DE CRIADOR!

O que é : Área de Conservação

Compartilhe

Área de Conservação

As áreas de conservação são espaços territoriais especialmente protegidos com o objetivo de preservar a biodiversidade e os recursos naturais. Essas áreas desempenham um papel fundamental na proteção e conservação dos ecossistemas, garantindo a sobrevivência de espécies vegetais e animais, além de contribuir para a manutenção dos serviços ecossistêmicos e a promoção do desenvolvimento sustentável.

Tipos de Áreas de Conservação

No Brasil, existem diversos tipos de áreas de conservação, cada uma com suas características e objetivos específicos. Entre os principais tipos, destacam-se:

Parques Nacionais

Os parques nacionais são áreas de conservação de grande extensão, que têm como objetivo principal a preservação integral da natureza. São espaços destinados à proteção de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, onde a visitação pública é permitida, desde que não comprometa a preservação dos recursos naturais.

Reservas Biológicas

As reservas biológicas são áreas de conservação de natureza integral, onde a preservação da biodiversidade é o objetivo principal. Nessas áreas, a pesquisa científica e a educação ambiental são atividades prioritárias, e a visitação pública é restrita, sendo permitida apenas para fins educativos e de pesquisa.

Estações Ecológicas

As estações ecológicas são áreas de conservação de natureza integral, destinadas à preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica. Nessas áreas, a pesquisa científica é a atividade principal, e a visitação pública é restrita, sendo permitida apenas para fins educativos e de pesquisa.

Áreas de Proteção Ambiental

As áreas de proteção ambiental são áreas de conservação de uso sustentável, onde a preservação dos recursos naturais é conciliada com o uso sustentável dos mesmos. Nessas áreas, são permitidas atividades como agricultura familiar, turismo ecológico, entre outras, desde que sejam realizadas de forma sustentável e não comprometam a preservação dos recursos naturais.

Reservas Particulares do Patrimônio Natural

As reservas particulares do patrimônio natural são áreas de conservação de natureza integral, de domínio privado, criadas voluntariamente pelos proprietários com o objetivo de preservar a biodiversidade e os recursos naturais. Nessas áreas, a visitação pública é permitida, desde que seja realizada de forma sustentável e não comprometa a preservação dos recursos naturais.

Reservas de Desenvolvimento Sustentável

As reservas de desenvolvimento sustentável são áreas de conservação de uso sustentável, onde a preservação dos recursos naturais é conciliada com o desenvolvimento socioeconômico das comunidades locais. Nessas áreas, são permitidas atividades como agricultura familiar, extrativismo sustentável, turismo comunitário, entre outras, desde que sejam realizadas de forma sustentável e não comprometam a preservação dos recursos naturais.

Reservas Extrativistas

As reservas extrativistas são áreas de conservação de uso sustentável, onde a preservação dos recursos naturais é conciliada com a atividade de extrativismo sustentável realizado pelas populações tradicionais. Nessas áreas, são permitidas atividades como a coleta de produtos florestais não madeireiros, a pesca artesanal, entre outras, desde que sejam realizadas de forma sustentável e não comprometam a preservação dos recursos naturais.

Monumentos Naturais

Os monumentos naturais são áreas de conservação de natureza integral, que têm como objetivo a preservação de formações geológicas, ecossistemas ou outras características naturais de excepcional valor estético, científico ou cultural. Nessas áreas, a visitação pública é permitida, desde que seja realizada de forma sustentável e não comprometa a preservação dos recursos naturais.

Refúgios de Vida Silvestre

Os refúgios de vida silvestre são áreas de conservação de natureza integral, destinadas à proteção de espécies da fauna e flora nativas ou migratórias. Nessas áreas, a pesquisa científica e a educação ambiental são atividades prioritárias, e a visitação pública é restrita, sendo permitida apenas para fins educativos e de pesquisa.

Conclusão

A criação e manutenção de áreas de conservação são fundamentais para a preservação da biodiversidade e dos recursos naturais. Esses espaços desempenham um papel crucial na proteção dos ecossistemas e na promoção do desenvolvimento sustentável. É importante que a sociedade e os governos se engajem na criação e gestão adequada dessas áreas, garantindo sua efetividade na conservação da natureza.

Compartilhe
16 Visualizações

Entrar

Preencha o formulário abaixo acessar sua conta!

Usuário ou e-mail *
Senha *
Lembrar-me

receba nossa NEWSLETTER

Preencha o formulário abaixo para se inscrever!

Nome *
E-mail *
Autoriza o envio de Whatsapp? *
Whatsapp *
Somente Whatsapp do BRASIL

Crie sua Conta

Preencha o formulário abaixo para criar sua conta!