ATENÇÃO!!! ESTAMOS DE CARA NOVA! SOLICITE UM RESET DE SUA SENHA E CRIE NOVAMENTE SEU ANÚNCIO DE CRIADOR!

O que é : Cirrose Hepática

Compartilhe

O que é Cirrose Hepática?

A cirrose hepática é uma doença crônica do fígado que ocorre quando o tecido hepático saudável é substituído por tecido cicatricial. Essa condição afeta a função normal do fígado, comprometendo sua capacidade de realizar suas diversas funções essenciais para o organismo. A cirrose hepática é considerada uma das principais causas de morbidade e mortalidade em todo o mundo, representando um desafio para a saúde pública.

Causas da Cirrose Hepática

A cirrose hepática pode ser causada por uma variedade de fatores, sendo as principais:

1. Consumo excessivo de álcool

O consumo crônico e excessivo de álcool é uma das principais causas de cirrose hepática. O álcool é tóxico para as células hepáticas, levando à inflamação e à formação de cicatrizes no fígado. O risco de desenvolver cirrose hepática aumenta com a quantidade e a duração do consumo de álcool.

2. Hepatite viral crônica

A hepatite viral crônica, especialmente os tipos B e C, pode levar à cirrose hepática se não for tratada adequadamente. Essas infecções virais causam inflamação crônica do fígado, resultando em danos progressivos e cicatrização do tecido hepático.

3. Doenças hepáticas autoimunes

As doenças hepáticas autoimunes, como a hepatite autoimune e a colangite esclerosante primária, podem desencadear a cirrose hepática. Nesses casos, o sistema imunológico ataca erroneamente as células do fígado, causando inflamação e cicatrização.

4. Acúmulo de gordura no fígado

A esteatose hepática, também conhecida como fígado gorduroso, é uma condição na qual ocorre acúmulo excessivo de gordura no fígado. Se não for tratada, a esteatose hepática pode progredir para a cirrose hepática.

5. Doenças metabólicas

Algumas doenças metabólicas, como a hemocromatose (acúmulo excessivo de ferro no organismo) e a doença de Wilson (acúmulo excessivo de cobre no organismo), podem levar à cirrose hepática se não forem tratadas adequadamente.

Sintomas da Cirrose Hepática

Os sintomas da cirrose hepática podem variar de acordo com o estágio da doença e a extensão do dano hepático. Alguns dos sintomas mais comuns incluem:

1. Fadiga e fraqueza

A fadiga e a fraqueza são sintomas frequentes em pacientes com cirrose hepática. Esses sintomas podem ser atribuídos à disfunção hepática, que afeta a produção de energia e a metabolização de nutrientes no organismo.

2. Perda de apetite e perda de peso

A cirrose hepática pode levar à perda de apetite e perda de peso não intencional. Isso ocorre devido à diminuição da capacidade do fígado de processar e armazenar nutrientes adequadamente.

3. Icterícia

A icterícia é um sintoma caracterizado pela coloração amarelada da pele e dos olhos. Ela ocorre devido ao acúmulo de bilirrubina, uma substância produzida pelo fígado, no organismo. Na cirrose hepática, a icterícia pode ser um sinal de disfunção hepática avançada.

4. Ascite

A ascite é o acúmulo anormal de líquido na cavidade abdominal. Na cirrose hepática, a ascite ocorre devido à pressão aumentada nos vasos sanguíneos do fígado, resultante da disfunção hepática. Esse acúmulo de líquido pode causar desconforto abdominal e distensão.

5. Encefalopatia hepática

A encefalopatia hepática é uma complicação grave da cirrose hepática, caracterizada por alterações neurológicas e mentais. Os sintomas podem variar desde confusão e desorientação até coma. A encefalopatia hepática ocorre devido ao acúmulo de toxinas no cérebro, que não são adequadamente metabolizadas pelo fígado.

Tratamento da Cirrose Hepática

O tratamento da cirrose hepática depende da causa subjacente da doença e do estágio em que ela se encontra. Alguns dos principais objetivos do tratamento incluem:

1. Tratar a causa subjacente

Identificar e tratar a causa subjacente da cirrose hepática é fundamental para interromper a progressão da doença. Isso pode envolver o tratamento de infecções virais, a cessação do consumo de álcool, o controle de doenças autoimunes ou o gerenciamento de doenças metabólicas.

2. Aliviar os sintomas

O tratamento dos sintomas da cirrose hepática pode envolver o uso de medicamentos para aliviar a fadiga, a coceira, a ascite e outros sintomas associados à doença. Além disso, uma dieta adequada e a suplementação de nutrientes podem ser recomendadas para melhorar a função hepática.

3. Prevenir complicações

A cirrose hepática está associada a várias complicações graves, como sangramento gastrointestinal, infecções, insuficiência renal e câncer de fígado. O tratamento pode envolver a prevenção e o gerenciamento dessas complicações, por meio de medicamentos, intervenções cirúrgicas ou transplante de fígado, quando necessário.

Conclusão

A cirrose hepática é uma doença crônica do fígado que pode ter várias causas e apresentar uma ampla gama de sintomas. É uma condição séria que requer diagnóstico precoce e tratamento adequado para evitar complicações graves. Se você suspeita de cirrose hepática, é importante procurar um médico especialista para avaliação e orientação adequadas.

Compartilhe
17 Visualizações

Entrar

Preencha o formulário abaixo acessar sua conta!

Usuário ou e-mail *
Senha *
Lembrar-me

receba nossa NEWSLETTER

Preencha o formulário abaixo para se inscrever!

Nome *
E-mail *
Autoriza o envio de Whatsapp? *
Whatsapp *
Somente Whatsapp do BRASIL

Crie sua Conta

Preencha o formulário abaixo para criar sua conta!