ATENÇÃO!!! ESTAMOS DE CARA NOVA! SOLICITE UM RESET DE SUA SENHA E CRIE NOVAMENTE SEU ANÚNCIO DE CRIADOR!

O que é : Erisipela

Compartilhe

O que é Erisipela?

A erisipela é uma infecção de pele causada pela bactéria Streptococcus pyogenes, também conhecida como estreptococo beta-hemolítico do grupo A. Essa condição é caracterizada por uma erupção cutânea dolorosa e avermelhada, que geralmente ocorre nas pernas, mas também pode afetar outras partes do corpo. A erisipela é mais comum em adultos, especialmente aqueles com sistema imunológico comprometido ou com doenças crônicas.

Causas e Fatores de Risco

A erisipela é causada pela entrada da bactéria Streptococcus pyogenes na pele através de pequenas lesões, cortes ou feridas. Essa bactéria é altamente contagiosa e pode se espalhar facilmente de pessoa para pessoa. Além disso, certos fatores de risco aumentam a probabilidade de desenvolver erisipela, como:

  • Lesões na pele, como cortes, arranhões ou picadas de insetos;
  • Problemas circulatórios, como insuficiência venosa ou linfática;
  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Imunossupressão;
  • Uso de drogas injetáveis;
  • Idade avançada;
  • Uso de medicamentos que afetam o sistema imunológico;
  • Exposição a ambientes úmidos e quentes;
  • Presença de outras infecções de pele, como pé de atleta ou furúnculos.

Sintomas

Os sintomas da erisipela podem variar de leves a graves e geralmente se desenvolvem rapidamente. Os principais sinais e sintomas incluem:

  • Erupção cutânea vermelha e dolorosa, com bordas bem definidas;
  • Inchaço e calor na área afetada;
  • Dor intensa na pele;
  • Febre alta;
  • Calafrios e tremores;
  • Fadiga e mal-estar geral;
  • Linfadenopatia regional (inchaço dos gânglios linfáticos).

Diagnóstico

O diagnóstico da erisipela é geralmente feito com base nos sintomas clínicos e no exame físico realizado pelo médico. No entanto, em alguns casos, podem ser necessários exames adicionais, como:

  • Cultura de tecido ou líquido da área afetada para identificar a presença da bactéria;
  • Hemocultura para verificar se a infecção se espalhou para o sangue;
  • Exames de sangue para avaliar a função renal e hepática, bem como a contagem de glóbulos brancos.

Tratamento

O tratamento da erisipela geralmente envolve o uso de antibióticos para combater a infecção bacteriana. Os medicamentos mais comumente prescritos incluem penicilina, cefalosporinas ou macrolídeos. Além disso, medidas de suporte podem ser adotadas para aliviar os sintomas, como:

  • Repouso e elevação da área afetada;
  • Compressas frias para reduzir o inchaço e a dor;
  • Analgesia para aliviar a dor;
  • Hidratação adequada;
  • Uso de meias de compressão para melhorar a circulação sanguínea nas pernas;
  • Tratamento de condições subjacentes, como diabetes ou problemas circulatórios.

Complicações

Embora a erisipela seja geralmente uma infecção tratável e que se resolve completamente com o tratamento adequado, algumas complicações podem ocorrer, especialmente em casos mais graves ou quando o tratamento é adiado. As complicações possíveis incluem:

  • Formação de abscessos (coleções de pus) na pele;
  • Infecção generalizada (sepse);
  • Infecção óssea (osteomielite);
  • Infecção das articulações (artrite séptica);
  • Infecção do tecido subcutâneo (celulite);
  • Recorrência da infecção.

Prevenção

Algumas medidas podem ser adotadas para prevenir a erisipela e reduzir o risco de infecção, como:

  • Manter uma boa higiene pessoal, lavando as mãos regularmente;
  • Evitar o compartilhamento de objetos pessoais, como toalhas ou roupas;
  • Manter a pele limpa e hidratada;
  • Tratar adequadamente qualquer lesão na pele;
  • Evitar ambientes úmidos e quentes, que favorecem o crescimento bacteriano;
  • Controlar doenças crônicas, como diabetes ou problemas circulatórios;
  • Evitar o uso de drogas injetáveis e praticar sexo seguro;
  • Manter uma alimentação saudável e equilibrada para fortalecer o sistema imunológico.

Conclusão

Em resumo, a erisipela é uma infecção de pele causada pela bactéria Streptococcus pyogenes. É uma condição dolorosa e avermelhada que geralmente afeta as pernas, mas pode ocorrer em outras partes do corpo. O diagnóstico é feito com base nos sintomas clínicos e no exame físico, e o tratamento envolve o uso de antibióticos. É importante adotar medidas preventivas para reduzir o risco de infecção e evitar complicações. Consulte sempre um médico para obter um diagnóstico preciso e um tratamento adequado.

Compartilhe
15 Visualizações

Entrar

Preencha o formulário abaixo acessar sua conta!

Usuário ou e-mail *
Senha *
Lembrar-me

receba nossa NEWSLETTER

Preencha o formulário abaixo para se inscrever!

Nome *
E-mail *
Autoriza o envio de Whatsapp? *
Whatsapp *
Somente Whatsapp do BRASIL

Crie sua Conta

Preencha o formulário abaixo para criar sua conta!